• Instagram Social Icon

 

CONTATO: 

31 - 99496-4848 (TIM)

31 - 99810-8891 (VIVO)

WHATSAPP:

31- 99496-4848

E-MAIL: neloresuperman@gmail.com

Pedras de Maria da Cruz -

Minas Gerais - Brasil - CEP 39492-000

Siga-nos no Instagram

  • YouTube Social  Icon

Veja os Animais Nelore no YouTube

© 1989 por Nelore Super Man. 

O Processo de Seleção de Gado Nelore PO

September 18, 2017

           A seleção de gado Nelore PO, registrado na ABCZ  é um assunto cada vez mais frequente entre os pecuaristas. O método de seleção é um assunto que está sempre em pauta. Para refletir sobre isso, é importante falar sobre: Fenótipo = Genótipo + Ambiente.

 

           Para um fácil entendimento, sempre falo para aquele interlocutor iniciante no assunto,  que o fenótipo é aquilo que você ver. O dicionário define fenótipo como uma manifestação visível ou detectável de um genótipo. Em muito se fala sobre a realização de seleção através do olho do criador. De fato, para selecionar, o primeiro atributo que o criador deve ter é um bom olho. Realmente, aquele que seleciona deve atentar para o fenótipo e selecionar o que for melhor, de acordo com o padrão da raça Nelore que é estabelecido pela ABCZ.

 

           Como já dito, o fenótipo é externo, uma manifestação do genótipo. Mas o que seria o genótipo? De maneira simples, poderia ser definido como o que está interno no animal, a carga genética presente no DNA de cada animal. O genótipo é a composição genética de um individuo.  Alguns estudos apontam que o DNA de um macaco é 98,7% semelhante ao DNA humano. Outros estudos demonstram que o genoma bovino possui aproximadamente 3 bilhões de unidades de informação ou pares de bases do DNA e pelo menos 22 mil genes. Especificamente estes resultados são capazes de identificar as variações genéticas que afetam a produção e representam também um guia para seleção individual nos programas de cruzamento. O genoma mitocondrial das duas formas de gado, taurinos e zebuínos, contem 16.338 e 16.339 nucleotídeos respectivamente, e diferem em 237 posições. O que indica uma semelhança entre taurinos e zebuínos de 98,5%. Todos estes dados servem para demonstrar a proximidade de carga genética existente entre raças bovinas distintas e para demonstrar que em seleção genética 1% de variação genética representa muita coisa, tendo em vista que tal porcentagem é o que distingue o ser humano de um macaco.

 

           Desta maneira surge à dúvida para o selecionador, como selecionar o melhor código genético em um processo de seleção, tendo um custo financeiro viável? Podemos afirmar sem medo de errar que a avaliação genética é a melhor ferramenta para realizar uma seleção dos genes para uma raça. Atualmente, a avaliação genética está sendo cada vez mais utilizada pelos selecionadores. Entretanto, muito se fala, mas pouco se explica sobre o que representa um determinado TOP.

 

           Os programas de avaliação genética funcionam da seguinte maneira: recebem dados dos animais dos rebanhos que participam de um determinado programa, cada vez mais novas informações são inseridas. Desta maneira, o programa consegue obter o desempenho dos filhos de um determinado animal. Assim, quanto maior o número de filhos do animal avaliado, maior será a acurácia da avaliação genética daquele animal. Isso quer dizer que a probabilidade daquela informação da avaliação genética se concretizar na prática é maior. O que diminui o risco do negócio, pois ao utilizar animais de avaliação genética superior, com alta acuraria, a chance de produzir animais superiores é enorme, selecionando assim os melhores genes da raça Nelore.

 

           Nos leilões, muito se fala que um animal é campeão da exposição (avaliação que é realizada por um jurado da ABCZ, tendo como base o olho do jurado, que verificando as condições do fenótipo dos animais apresentados, realiza um julgamento, classificando os animais), também muito se fala sobre as avaliações genéticas, sempre se escuta o tal do top 0,1. Entretanto, nos leilões a informação sobre a condição de ambiente em que o animal é criado não é muito divulgada. Em uma seleção, o ambiente adequado é fundamental. Como já dito no início do texto, o fenótipo depende da interação entre genótipo e ambiente.

 

           Sendo assim, surge uma nova dúvida: em qual ambiente deve ser realizada uma seleção de gado Nelore PO? Entre todas as dúvidas que surgem neste processo de seleção, acredito que esta é a de solução mais fácil. A raça Nelore alcançou 80% do rebanho brasileiro, devido, principalmente, uma razão: a rusticidade. O Nelore consegue desempenho, em ambientes hostis. O Nelore precisa de receber pouco, para entregar muito ao bolso do pecuarista. A rusticidade é a capacidade do animal em sobreviver e desenvolver com o mínimo de auxílio. Verifica-se: que uma matriz Nelore precisa, raramente, de auxílio no parto; que o animal Nelore se sujeita a menos doenças que animais taurinos; que o animal Nelore possui desempenho muito superior a pastos com escassez de alimento se comparado a animais taurinos. Enfim, a rusticidade afeta diretamente na lucratividade de uma fazenda de pecuária extensiva, pois exige menos gasto com o animal, diminuindo o custo de produção, e aumenta o desempenho, o que gera um maior lucro. Portanto, para responder a pergunta sobre qual o ambiente adequado para selecionar bovino Nelore PO, não resta outra solução, do que a de selecionar em um ambiente rústico, em um ambiente similar ao que é encontrado na maioria das fazendas de pecuária de corte do Brasil.

 

           Então, qual é o ambiente encontrado na maioria das fazendas de pecuária de corte do Brasil? Ora, para responder a pergunta, basta verificar a evolução do agronegócio nas últimas décadas. A agricultura avançou pelo Brasil afora, impulsionada pela rentabilidade elevada das commodities agrícolas. Regiões de ambiente favorável, com grande volume de chuvas, com relevo adequado, próximas de rios perenes que sustentam uma atividade irrigada, estão sendo ocupadas por lavouras. E o que sobra para a pecuária? Ambientes hostis, com baixo volume de chuvas e poucas possibilidades de irrigação. E nesse ambiente hostil, verifica-se a vocação do Brasil para a pecuária extensiva. Mas qual a razão de optar pelo sistema extensivo (a pasto) e não o intensivo (confinamento)?

 

           O que se verifica no Brasil é um baixo valor atribuído ao valor da carne. No ano de 2017, verifica-se, em média um valor aplicado entre R$ 130,00 a R$ 140,00 na arroba da carne bovina. Na Argentina e no Uruguai, verifica-se um valor superior a R$ 200,00. Na Austrália, superior a R$ 250,00. O custo de produção em um sistema intensivo é infinitamente superior ao sistema extensivo. Desta maneira, o elevado custo de produção aliado ao baixo valor atribuído ao valor da carne, gera a impossibilidade um sistema de criação 100% intensivo. O que se verifica no Brasil é a utilização de confinamento, apenas para a fase de terminação, qual seja a engorda dos animais entre 90 a 110 dias anteriores ao abate. Portanto, a pecuária de corte rentável, no Brasil, é realizada em ambiente hostil, a pasto, com a predominância do sistema extensivo, sendo em algumas propriedades utilizados o confinamento, na fase de terminação.

 

           Outro ponto importante, qual é o objetivo do selecionador de gado Nelore PO? Produzir animais para colocar em um quadro e ficar admirando ou produzir animais que podem contribuir para o aumento da produtividade da pecuária de corte extensiva? Tal pergunta parece ser banal, mas, infelizmente, não é tão banal assim. Nós últimos anos, muito selecionador de animal Nelore PO, tem realizado seleção em ambiente artificial, em que se oferece aos animais uma alimentação abundante, sendo adotado um sistema 100% intensivo (confinamento), em que o animal é submetido ao trato abundante e diário em TODA a sua vida. Quem realiza uma seleção em tal ambiente está selecionando o que? Ora, está selecionando animais que possuem alto desempenho, quando estão submetidos a uma alimentação abundante, desde os primeiros dias de vida. Está selecionando animais que em uma fotografia podem aparentar maior satisfação aos olhos, se comparado ao animal selecionado em um ambiente hostil e a pasto (sistema extensivo).

 

           Desta maneira, resta ao selecionador escolher qual caminho seguir, de acordo com a realidade que lhe for mais favorável. O objetivo de toda seleção é ofertar a genética selecionada, através da venda de matrizes, touros, embriões, sêmen para o mercado. Tais vendas que geram a receita para a atividade e que permitem a continuidade do processo de seleção de gado Nelore PO. Sendo assim, qual é o mercado que a genética produzida terá aceitação? A genética será aceita no mercado de criadores de gado de corte, em sistema extensivo ou intensivo? Ora, parece bem claro para todos nós que no mercado brasileiro predomina a pecuária extensiva ( a pasto), em ambiente hostil.

 

           Portanto, o Nelore Super Man escolheu selecionar em um ambiente hostil (cidade de Pedras de Maria da Cruz, norte de Minas), com baixo volume de chuvas (entre 600 mm a 800 mm por ano), que nos últimos anos tem passado por períodos de estiagem cada vez mais longos e períodos de chuvas, com precipitações cada vez mais irregulares. Podemos verificar a situação vivida no norte de minas, através destas reportagens que podem ser visualizadas nos links abaixo:

 

https://www.youtube.com/watch?v=aeT7R3fG7hE

(Balanço Geral, Rede Record Minas, 2013)

 

https://www.youtube.com/watch?v=y9IaW_5GIUo

(Jornal da Alterosa, TV Alterosa, 2014)

 

           Desta maneira, o Nelore Super Man procura selecionar o gado Nelore PO que produz genética para o mercado da pecuária de corte, em sistema extensivo (a pasto), selecionando animais extremamente rústicos e adaptados as condições presenciadas na maioria das fazendas de corte do Brasil.

 

            Em outubro de 2016 realizamos a filmagem que segue no link abaixo, em que visualizamos uma matriz Nelore PO, amamentando o seu filho, durante o auge do período de estiagem. No vídeo podemos verificar que a matriz possui boa condição corporal e o seu filho está muito bem alimentado pelo seu leite.

 

https://www.youtube.com/watch?v=_PpFKIfQTig

(Vídeo feito em Outubro de 2016, no Nelore Super Man)

 

 

 

           Em julho de 2017 realizamos nova filmagem, também disponibilizada no link abaixo, em que verificamos as condições de pastagem, durante o período da estiagem. Claramente, nota-se a escassez de alimentos e percebemos que o animal do vídeo está em bom estado corporal, pesando 550 KG, o que demonstra a rusticidade presente na seleção, ao ter um animal que entrega muito, recebendo pouco.

 

https://www.youtube.com/watch?v=b4jZRIbWc6c

(Vídeo feito em Julho de 2017, no Nelore Super Man)

 

           Portanto, o Nelore Super Man se orgulha em exibir nestes vídeos, a realidade em que os animais são selecionados: ambiente hostil, baixo volume de chuvas, oferta restrita de alimentos. Entendemos que todo selecionador deve ser bem claro com os seus clientes quando oferecem animais, informando, de maneira clara, o ambiente em que a seleção é realizada.

 

           Entretanto, infelizmente, diversos amigos nós informam que tiveram experiências desagradáveis ao adquirir animais selecionados em ambientes artificiais, submetidos a uma oferta abundante de alimentação, criados de maneira intensiva (confinados), que quando são submetidos ao pasto não aguentam e não conseguem sobreviver, muito menos produzir.

 

           Desta maneira, o caminho de realizar uma seleção em um ambiente artificial, de oferta abundante de alimentos, selecionando em um sistema intensivo (confinamento), pode produzir animais que ficam bonitos nas fotos, que produzem vídeos agradáveis. Só que a felicidade produzida nos clientes quando visualizam os vídeos, se limita a esse momento. Pois, quando o animal chega à fazenda, para ser criado em um ambiente real, o desempenho é zero, já que ele não foi selecionado para viver em tal ambiente.

 

           Enfim, o caminho escolhido pelo Nelore Super Man foi a produção de genética Nelore para ser ofertada para a grande maioria do mercado nacional, qual seja, o mercado da pecuária extensiva (a pasto), criado em ambientes desafiadores e que quando, por ventura, são submetidos ao trato, na fase de terminação (período de confinamento entre 90 a 110 dias antes do abate) possuem um alto rendimento de conversão de alimento consumido em carne. No processo de seleção, nunca esquecemos que Fenótipo é igual a soma do Genótipo mais Ambiente. Procuramos selecionar o melhor fenótipo, através de avaliações visuais. Procuramos selecionar o melhor genótipo, através da introdução nas inseminações, de animais que possuem alta acurácia e desempenho nas avaliações genéticas. O Nelore Super Man não tem ambição de produzir os vídeos mais bonitos do Nelore Brasileiro, mas tem a ambição de produzir uma genética que possa contribuir efetivamente para a evolução da pecuária brasileira. Essa é a seleção que o Nelore Super Man realiza, é a seleção que indicamos aos amigos, por representar a seleção viável para o Brasil real.

Please reload

Posts Em Destaque

O  Nelore e o milagre da multiplicação

July 3, 2018

1/4
Please reload

Posts Recentes

October 11, 2016

Please reload

Arquivo
Please reload